Lavar o motor do carro pode danificá-lo?

Por acaso você já ficou em dúvida se deveria ou não lavar o motor do carro… Saiba que isso pode ser prejudicial e pode danificar o sistema do seu veículo.




Essa dúvida surgiu nos carros carburados: antigamente, quando lavávamos o motor nos postos de combustíveis, as famosas mangueiras de pressão  inseriam a água dentro do distribuidor (peça que fazia a distribuição da corrente elétrica para cada vela do motor) e, depois de lavar, o motor do carro não pegava.

Mas agora você pensa que com a chegada da injeção eletrônica, esses sistemas de distribuição mudaram. Mas existe outros fatores, as novas tecnologias invadiram o compartimento do motor do carro com módulos eletrônicos e conectores elétricos que também se danificam quando a água tem acesso a seus circuitos eletrônicos.




Mas e agora? O que é que você vai fazer ? O problema não é a água em sí, mas a pressão da água.



Vamos explicar um pouco melhor para que você entenda. Você se lembra dos relógios à prova de água e relógios para mergulho? Pois então o seu carro é semelhante a um relógio, que apenas “pode tomar chuva”, mas que não suporta a grande pressão da água.

Hoje em dia já existem empresas que são especializadas em lavagem de motores, mas se pretende fazer isso por sí, você vai precisar identificar cada canto do motor do seu carro, módulos, sensores, tudo aquilo que NÃO DEVE AGUENTAR A PRESSÃO DA ÁGUA.

 

Módulo da injeção eletrônica, módulo do ABS, modulo de carroceria, alternador, bobina, caixa de relés… todos aqueles componentes onde você identificar a conexão de um chicote elétrico, bateria e diversos outros.

 

 

Mas o melhor a se fazer é procurar as empresas especializadas, você vai pagar um pouco mais na lavagem do seu carro, mas não vai correr o risco de estragar algum equipamento!

 

 

Você pode conferir um pouco mais aqui